segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Notícias da Semana 21/08/2017

- O governador Reinaldo Azambuja não irá a reunião do PSDB com o mineiro Aécio Neves. Ele deixou para o governador de Goiás, Marconi Perillo, a missão de representá-lo.

- O encontro de lideranças do PSDB, é para tentar tirar do comando da sigla o senador do Ceará, Tasso Jereissati. Mesmo sendo acusado de crimes por todos os lados, Aécio quer voltar a mandar no partido.

- Aqui no estado, o PMDB realizou uma reunião onde membros do partido colocaram seus nomes como pré-candidatos a várias vagas. Só a de governador não recebeu nenhum nome. Mas, há quem ache que Andrea Puccinelli é quem proibiu pré-candidaturas a esse cargo, porque ele ainda sonha em colocar lá seu amigo Edson Giroto.

- A dupla sertaneja Patricia e Adriana receberão Medalha de Mérito Legislativo da câmara dos vereadores de Campo Grande. A Medalha de Mérito Legislativo destina-se a distinguir e condecorar autoridades, personalidades, instituições ou entidades, campanhas, programas ou movimentos de cunho social, civil ou militar, nacionais ou estrangeiros, que tenham prestado serviços relevantes ao Poder Legislativo ou ao Brasil. O problema é descobrir qual o trabalho relevante prestado pela dupla e pela câmara...

- Depois do ministro Gilmar Mendes ser padrinho de casamento de "Baratinha", filha de Jacob Barata ( rei do ônibus ), em menos de 24 horas mandou soltar o empresário. Depois disso, a fila de investigados querendo batizar filho e casar filhas multiplicou.

- Vaiado na zona norte de São Paulo, por soltar o rei do ônibus, o mesmo Gilmar Mendes se defendeu. Ele disse ser compreensível vaias de quem não entende nada de coisa nenhuma mesmo.

- Entre uma mentira e outra, segue a crise da Santa Casa de Campo Grande. Pelo visto, passarão o céu e a terra, mas a crise da Santa Casa permanecerá. Pior para o cidadão.

- Governo do estado de Mato Grosso do Sul já começa a avisar que não sabe se vai pagar o décimo terceiro salário dos servidores em dia. Mas também avisa que já está trabalhando para que isso não aconteça.

- Além de a coisa já estar feia em Campo Grande, ainda tivemos que receber visita do ministro da educação Mendonça Filho. O problema é que nem ele sabe explicar esse tal "novo ensino médio" que promete trocar ensino por formação de mão-de-obra barateada. Mas não podemos dizer isso, poirque corremos o risco de ser taxados de "esquerdosos", então aqui me calo.

Até a vista...

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Notícias da Semana- 25/07/2017

- CNJ quer saber porque filho de desembargadora foi transferido para "clínica" de tratamento, mesmo sendo preso com drogas, munições e suspeito de estar armando "fugidinha" de bandido da cadeia. Más línguas dizem que ele sofre de síndrome de parentesco.

- Juíz de Brasília suspendeu reajuste de imposto do combustível de Temer. Motivo: para ele, não se pode criar ou reajustar taxa de um dia para o outro.

- Mesmo investigado por impobridade, Márcio Monteiro vai continuar no comando da Sefaz. Azambuja, que também é denunciado a justiça disse por a mão no fogo pelo amigo. Afinal, ele já está queimado mesmo.

- Temer já mandou recorrerem da suspenção do juíz de Brasília na gasolina.  Ele disse que decisão de juizinho de primeira instância é nulidade

- Demissões na Omep/Seleta em Campo Grande está sendo vergonhosa. Humilhados, demitidos não vão receber enquanto prefeito não parar de chorar.

- O Termo de ajustamento de conduta do MPE sobre a Omep/Seleta foi expedido em 2011 ao prefeito Nelsinho Trad e caiu na cabeça do irmão Marcellinho Trad. Maldição de família?

- PDV já foi criado para o funcionalismo público por Temer. Agora é só ajustar algumas regras para entrar em vigor. A ideia é criar precedente para se sancionar uma lei permitindo demissões de servidores mesmo concursados e se contratar terceirizados. Afinal muitas das empresas pertencem aos próprios deputados e senadores.

- A última: Meirelles, pior ministro da história do país já anunciou que governo pode reajustar mais impostos. E que o povo vai continuar entendendo.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Rapidinhas mais rápidas ainda

- Filho de desembargadora que foi preso com drogas e armamento, vai continuar preso por enquanto. Parece que ele realmente é "muito louco" como alegou a defesa. Pois a polícia descobriu que ele estava envolvido em plano de fuga de presos no estado

- Temer sancionou reajuste de imposto da gasolina. A ideia é jogar a culpa no PT se a repercussão for negativa.

- Temer assinou e saiu de viagem para a Argentina. Informação é de que a viagem foi de negociações políticas, mas pessoal intimo do presidente confidenciou que Marcela precisava espairecer.

- Eduardo Paes gastou 15 mil reais por uma semana em um spa. Oposição brincou dizendo que foi só uma semana porque governo está em crise.

- Paes porém teve de interromper sua estadia para se reunir com representantes do governo federal. Alegou que foi pedir empréstimo para ajudar o estado, mas há quem diga que foi tentar convencer Temer a levá-lo junto para a Argentina para distrair a cabeça.

- Geraldo Alckimin pela primeira vez disse que pode concorrer à presidência em 2018. Isso causou decepção em muita gente que quer Dória como candidato do PSDB.

- No Mato Grosso do Sul, Zeca do PT e Nelsinho Trad ensaiam parceria para concorrer ao senado que abre duas vagas. Quem está rindo à toa é Azambuja, pois seriam dois rivais a menos para a cadeira de governador.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Notícias de última hora

- Filho de desembargadora do Mato Grosso do Sul, que foi preso com drogas e armamento restrito às forças armadas, vai aguardar julgamento em liberdade. Juiz acatou tese da defesa de que ele é meio "doidinho"

- Temer anda todo cheio de espasmos estomacais involuntários por causa do PSDB. A sigla até vai ajudar a aprovar as reformas da previdência e a tributária mas depois vai liberar investigação contra Temer.

- O PSDB que aprovar as reformas, porque foram de sua autoria e não de Temer. Alguns já queriam que Rodrigo Maia estivesse na cadeira da presidência, mas sabem que precisam do PMDB para aprovar as reformas

- Já Maia, anda impaciente. Já anda dizendo que pode ser candidato à presidência daqui a uma ou duas eleições. Ele quer deixar claro ao PSDB que o DEM ( seu partido ), pode deixar de apoiar os tucanos em 2018.

- Coronel tucano diz que se o DEM não apoiar PSDB vai procurar outra vaga de vice, porque o partido não teria nenhtn nome forte em todo o seu quadro

- Ala brizoluda do PDT ainda sonha com apoio do PT em 2018. Mas parte para as ofensas contra o desejado aliado. Eles acreditam que se o PT apanhar deles pode acabar apaixonando, na velha teoria da "mulher de malandro".

- Aqui por nossas terras o deputado Maurício Picarelli quer uma CPI para apurar morte de indígenas. Depois do suicídio de uma jovem indígena o deputado se preocupou. Mas conhecida ruralista da Assembleia acha que se for ajudar nos suicídios, o estado até deveria fornecer as armas. Para ela índio e padre são comunistas

-  Justiça quer que prefeitura de Campo Grande cobre alguns milhões do ex-prefeito Nelsinho Trad e do seu parente Luis Mandetta. Basta saber se o atual prefeito Marcellinho Trad vai ter coragem de ir contra a família.

- Para terminar: Bernal criticou possível aliança entre Zeca do PT e Nelsinho Trad para concorrer ao senado em 2018. Ele também quer uma das cadeiras. Mas como eles são três e as cadeiras duas, já viu, né? Em tempo, nenhum deles combinou nada até agora com o eleitor.

Como diria um velho amigo: "eleitor não escolhe, só vota!".

sábado, 15 de julho de 2017

Rapidinhas da página

- Após a condenação de Lula, e consequentemente sua exclusão das eleições de 2018, o PSDB de São Paulo já comemora possível vitória ao cargo de presidência da república.

- No PSDB a dúvida agora é escolher quem vai ocupar a cadeira de Michel Temer, que vai encerrar sua vida pública após encerrar o mandato: Alckimim ou Dória.

- Ala mais revoltada do PDT quer agora que o PT apoie a candidatura de Ciro Gomes. Eles alegam que sem Lula o partido deveria indicar no máximo o vice.

- Ainda sobre o PSDB, o partido agora estuda a tática para derrubar Marina Silva. Sem Lula, e com Aécio em baixa a principal adversária agora é ela. Pois a sigla não teme nem Ciro e nem possíveis candidaturas de Ronaldo Caiado ou Álvaro Dias.

- No PT há ainda quem insista que Lula será o candidato. Mas o nome de Haddad já é comentado por alguns. Em sua arrogância não pensam em apoiar nem PDT, nem PCdoB.

- Já Luciana Genro agora tenta convencer o PSOL a lançar seu nome. Alguns membros da sigla estudam a possibilidade de uma coalizão de esquerda com PSOL, PT, PCdoB e PDT

- Com o quadro Dória, Marina, Ciro, Álvaro Dias e Luciana Genro, o atual prefeito de São Paulo aparece na frente. Mas com Alckimim, Marina aparece na dianteira. Isso pode pesar na escolha do PSDB para 2018.

- Temer já estuda a possibilidade de se mudar para os EUA, após o término de seu mandato tampão. O motivo seria o inferno que ele enfrentaria voltando a morar em São Paulo. Mas Temer nega e diz que Marcela estaria muito infeliz no país por não ter nenhuma amiga. A primeira-dama tampão acha as brasileiras sem classe

- Pra terminar, pedimos para o eleitor sul-matogrossense dar uma nota a administração Reinaldo Azambuja. Um deles com bom humor teria dito:
"Para o Azambuja? Uma nota? Fria!"


Só posso rir...

terça-feira, 23 de maio de 2017

JBS Leva Reinaldo Azambuja às Lágrimas

Reinaldo Azambuja que já é acostumado a "cascar" laranjas graças aos ensinamentos de seu amado avô, terá que aprender agora a "cascar" abacaxis.

Isso porque, o Joesley do JBS acabou abrindo o bico sobre a participação de nosso atual governador em um esquema lucrativo.

Lucrativo para eles, é claro.

Porém, o cascador de frutas já chorou, esperneou, e claro, negou tudo.

Eu também negaria, afinal, quem quer ser pego assim de calças curtas na hora das necessidades?

Mas não é só ele quem terá de se explicar, pois os ex-governadores José Orcírio e Andrea Puccinelli também foram citados pelo Joesley!

Puccinelli aliás, que dia desses desfilou de modelito novo pelas ruas da cidade de Campo Grande: uma tornozeleira super moderna da Polícia Federal, pode voltar a ter mais problemas.

Além deles, um tal de André Luiz Cance, que desculpem a ignorância, sei lá quem é, foi citado.

Pelo visto, a grande saída deles será pedir para a nossa imprensa falar sobre o "tripléquisê" do Lula.

Porém, nós aqui vamos nos limitar a homenagear nosso governador com um trecho de uma linda canção de Fábio Júnior, que coube como uma luva ( ou vestiu como carapuça ), na vida do cascador de frutas...


Tem hora que bate,
Uma tristeza tão grande.
Que eu não sei o que fazer,
E nem pra onde ir.


É tanta coisa,
Que eu queria dizer.
Mas não tem ninguém pra ouvir.
Então choro COM TODO MUNDO VENDO,
Eu choro.


Faço o possível pra segurar a cabeça.
Mas a emoção não quer,
Que eu me desfaça.
Ou então que eu esqueça,
Do amor DAQUELE DELATOR.

E eu choro.
Sem ELE saber,
Eu choro.

Choro por tudo
Que a gente não teve.
Por tudo que a gente não realizou.
Choro porque eu sei que ainda te amo,
E você me amou e ama.


Choro por tudo,
Se assim for preciso.
Choro porque eu sei que ainda te quero.
Choro por tudo,
E por tudo lhe digo.

Te espero, TE QUERO NO MEU BOLSO.
Te espero, TE QUERO NO MEU BOLSO.
Te amo.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

E agora? Aécio tem o que Temer?

Você tem todo o direito de não gostar da Dilma.
Estamos em uma democracia. Até mesmo eu tenho meu direito de não gostar de gente como Agripino Maia, Ronaldo Caiado, Malafaia, Magno Malta, Delcídio do Amaral, Luciana Genro, etc e tal...
Mas mesmo quem não gosta dela tem de admitir que ela foi cassada de seu mandato SEM COMETER CRIME. Foi pura e simplesmente motivação política que tirou de seu cargo..

Não estou aqui discutindo o mérito do caso, nem se foi bom ou ruim para o país. Só estou colocando aqui como base, o fato de 90% dos governadores terem praticado as mesmas tais "pedaladas fiscais" no mesmo período que ela e alguns até mesmo a mais tempo.

A diferença entre ela e os outros é a de que ela não conseguiu conciliar governo e oposição, criando uma governabilidade que tanto Lula como FHC conseguiram.

Se foi por falta de jogo de cintura, se foi porque a oposição não a engoliu, não é problema meu. Mas que isso aconteceu é fato.

A única coisa que todos concordam, quem gosta de Dilma, e quem não gosta de Dilma, é que Aécio Neves foi o mais ativo inimigo dela desde o início de seu segundo mandato.

Aécio Neves sempre foi uma das figuras mais nojentas da política brasileira. Arrogante, demagogo, sínico e outras coisinhas mais.

Nem mesmo grande parte do PSDB o suporta e seu próprio estado ( Minas Gerais ) deu 80% de votos para Dilma quando disputaram a eleição presidencial.

Aécio, durante o processo que julgava a cassação de Dilma, aparecia na TV nas campanhas institucionais de TV, sempre chamando de forma velada Dilma de ladra. Mesmo que ela não estivesse sendo julgada por crime contra o patrimônio público, mas sim por incapacidade administrativa.

No fundo, o menino mimado que carrega o sobrenome de Tancredo ( outro inútil famoso de nossa história ), não aceitava o fato de ter perdido a eleição para uma mulher, que ele julgava intelectualmente inferior.

No senado, Aécio disse:
Nada superará a verdade. Absolutamente nada falará mais alto do que os atos que aqui hoje estamos julgando”, afirmou. Ele disse que estará ao lado do novo governo “para construir um novo Brasil”. “O que vai ficar desse episódio é um país mais forte, com esperança, que volta a acreditar no seu futuro”, disse.

Agora, depois de todos os fatos e depois das delações e gravações envolvendo seu nome, posso afirmar com justiça que sua frase estava certa.

Realmente nada superou a verdade, e a verdade sobre ele demorou, mas veio à luz.

O que ficou de todo aquele episódio realmente foi um Brasil mais forte, tão forte que acabou descobrindo tudo sobre o arrogante, demagogo, e agora ex-senador Aécio Neves.

Que não volte nunca mais...