terça-feira, 22 de março de 2011

Lúdio Martins Coelho

Lúdio Coelho
No dia 22 de Setembro de 1922, na Fazenda Bela Vista, nascia o filho de Laucídio Coelho e Lúcia Martins Coelho. Naquele dia, mal sabia a cidade de Rio Brilhante, o futuro realmente brilhante que estava reservado para este cidadão.
Pecuarista, e também Presidente do Banco Agrícola de Dourados, Lúdio Coelho resolveu apostar na vida política pela primeira vez no ano de 1965, quando concorreu ao governo do estado de Mato Grosso ( os estados ainda não haviam sido divididos ), enfrentando ninguém mais, ninguém menos que Pedro Pedrossian.
Pedro Pedrossian, que na ocasião usava o slogan "Tostão contra o Milhão", fazendo referência ao poder econômico de Lúdio Coelho, acabou vencendo a disputa.
Segundo o secretário-adjunto de Comunicação de Mato Grosso e amigo de Lúdio, Onofre Ribeiro, na época Lúdio venceu no Norte do Estado, graças ao apoio do ex-governador Garcia Neto, que era deputado federal. Mas acabou perdendo no Sul (hoje Mato Grosso do Sul), que era mais populoso, lembra Onofre.
Pedro Pedrossian venceu Lúdio em 1965
Após a criação do estado de Mato Grosso do Sul, Lúdio Coelho foi prefeito de  Campo Grande por dois mandatos. O primeiro período como prefeito foi de 1983 a 1985 quando ainda era filiado ao PMDB. O segundo período foi de 1989 a 1992, já pelo PTB.
Já então pelo PSDB, Lúdio foi Senador da República pelo estado de Mato Grosso do Sul, de 1995 a 2003, trabalhando justamente pelo pedaço do antigo estado que fez Pedro Pedrossian vencer a disputa de 1965.
Lúdio sempre foi visto como exemplo de honestidade e trabalho durante toda sua trajetória política. Como pecuarista, teve igual sucesso. Porém, sempre carregou a fama de "grileiro de terra", mesmo não sendo condenado na justiça por esse tipo de procedimento, e mesmo não havendo provas que concretizassem essa afirmação.
Infelizmente esse Blog tem que noticiar a morte de Lúdio Coelho, nesse dia 22 de Março de 2011.
E como justa homenagem, o Blog coloca aqui uma homenagem da dupla Milionário e José Rico a um dos momentos mais tristes da vida desse político que foi o sequestro e a morte de seu filho Ludinho.

Lágrimas que choram ( clique e assista )

E todos os sentimentos a família e amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário